Precauções

Os Óleos Essenciais têm um efeito muito positivo no equilíbrio do nosso estado físico e emocional. Porém, devemos sempre recordar que a sua utilização imprudente pode acarretar consequências nefastas.

* Os óleos essenciais são substâncias muito concentradas, pelo que basta uma reduzida quantidade para obter os melhores resultados. Exceder a quantidade recomendada, além de ser bastante prejudicial para a sua saúde não melhora os resultados.
* Antes de iniciar qualquer tratamento deve informar-se junto do seu médico ou terapeuta.
* Alguns óleos, como o de alecrim, de salva, tomilho ou funcho, não são aconselhados para pessoas hipertensas, epilépticas ou portadoras de alguma doença do foro neurológico. Outros, como o de angélica, zimbro, manjerona, alecrim, funcho, camomila, alfazema ou erva-cidreira, não devem ser utilizados durante a gravidez, pois possuem propriedades emanogogas e diuréticas.
* Não ingira óleos essenciais pela via oral. A sua ingestão poderá originar graves danos internos.
* Não aplicar óleo essencial puro directamente sobre a pele, dilua-os sempre em óleos veiculares.
* Lave sempre as mãos depois de utilizar óleos essenciais puros.
* Em caso de contacto acidental dos óleos essenciais com a pele ou com os olhos, lave a zona afectada com água abundante e depois coloque umas gotas de óleo de amêndoas doces para diluir qualquer resíduo deixado e acalmar a irritação provocada.
* Mantenha os óleos essenciais fora do alcance de crianças.
* Os óleos essenciais são altamente inflamáveis, pelo que deve mantê-los afastados de qualquer fonte de calor.
* Antes de utilizar qualquer óleo essencial deve testar se este lhe causa alergia ou irritabilidade da pele.
* Alguns óleos essenciais, como os cítricos, de angélica ou verbena são fototóxicos, pelo que se aplicados algumas horas antes da exposição ao sol, podem originar pigmentações irregulares e permanentes na pele.

 

A informação que aqui disponibilizamos tem apenas propósitos informativos e educacionais.
Por favor, antes de iniciar qualquer tratamento informe-se junto do seu médico ou terapeuta.