Hidrossóis

As Águas Florais, também conhecidas como hidrolatos, resultam da destilação de óleos essenciais (veja a nossa sugestão para destilar Águas Florais e Óleo Essencial de Lavanda). As plantas aromáticas ou flores são colocadas no pote do alambique e o vapor liberta as pequenas bolsas das suas células onde se encontram os óleos essenciais. À medida que o vapor arrefece as moléculas de óleos essenciais separam-se do vapor. No final, os óleos essenciais estarão à superfície da água, pois são insolúveis, porém, as partículas de óleo impregnaram a água, pelo que esta se transforma em água floral.

Trata-se de um produto muito apreciado para perfumar o ambiente, limpar e tonificar a pele, que contém alguns elementos solúveis na água, não presentes nos óleos essenciais. Em suma, podemos dizer que os hidrolatos têm, no geral, as mesmas propriedades que os óleos essenciais, mas em reduzidas concentrações.

As águas florais são frequentemente utilizadas em tónicos e loções para a pele:

- Água de Rosas: suaviza a pele.
- Água de Camomila: acalma e suaviza a pele. Ideal para pele irritada e olheiras.
- Água de Alfazema: tonifica a pele. Excelentes resultados quando aplicada após exposição solar, em virtude dos seus efeitos calmante e cicatrizante.
- Água de Alecrim: estimula e regenera a pele.
- Água de Sândalo: aconselhável para todos os tipos de pele.

São várias as aplicações que podem fazer-se das águas florais:

- Cuidado facial e corporal.
- Mistura de perfumes naturais.
- Banhos aromáticos.