Cassis

cassisO Cassis ou Creme de Cassis é um licor fabricado a partir da infusão de groselhas pretas. Considera-se que as groselhas pretas de melhor qualidade, o "Cassis Noir de Bourgogne” e o “Cassis Royal de Naples”, são as produzidas em Dijon, na região francesa da Borgonha, local onde nasceu o Cassis.

O fabrico do Creme de Cassis data do século XVI e é atribuído aos monges franceses que o prescreviam para o tratamento da icterícia, mordeduras de cobras e depressões.

Os solos calcários de Dijon e o seu clima contribuem para o incremento da qualidade e carácter do Cassis. Estas frutas vermelhas atingem o auge da sua maturação em Julho, época em são colhidas e enviadas para as destilarias, onde são prensadas. A massa que daí resulta é colocada em grandes barris antigos feitos com madeira de carvalho, os quais se encontram cheios com brandy ou com uma bebida neutra. Segue-se uma lenta infusão ou maceração durante dois meses, tempo durante o qual o licor adquire uma cor e aroma peculiares. No final deste processo adiciona-se açúcar à infusão (as normas da União Europeia requerem um mínimo de 400 gramas de açúcar invertido por litro), obtendo-se um licor frutado muito rico em açúcar e com um volume alcoólico entre os 15 a 20%.

O Cassis pode ser servido com vinho branco (conhecido na Borgonha como “rince cochon”, “lavagem de porcos”) ou champanhe (o chamado “kir royale”). Esta forma de servir Cassis consiste em verter num copo uma porção de Cassis (1/2) e encher o restante (3/4) com vinho branco, champanhe ou espumante. O Cassis deve ser consumido prontamente, logo após a sua abertura, uma vez que devido ao seu baixo teor alcoólico não consegue conservar-se durante muito tempo.

A infusão levada a cabo para produzir Cassis pode ser feita em casa, apesar de ser necessário efectuar algumas modificações. Um licor muito semelhante ao Cassis pode ser feito a partir de quaisquer bagos da sua preferência. Esmague os bagos, adicione-lhes açúcar e uma bebida neutra e deixe-os macerar durante a noite. Para destilar o seu licor, utilize uma pequena unidade de destilação (artigo 4183 - Alambique com coluna) dotado com um recipiente interno com criva, onde se colocará a massa, que permitirá a extracção do sabor dos bagos através da acção dos vapores alcoólicos ascendentes (veja a nossa receita de Licor de Laranja).