Alambique de Cobre com Coluna de Refluxo

O pote tradicional necessita de altas temperaturas, o que significa que o produto da destilação terá uma certa percentagem de água e um grau alcoólico mais baixo, tornando-o muito mais seguro para o consumidor. Este processo é geralmente o mais utilizado na Europa, assim como noutras partes do mundo, p...

O pote tradicional necessita de altas temperaturas, o que significa que o produto da destilação terá uma certa percentagem de água e um grau alcoólico mais baixo, tornando-o muito mais seguro para o consumidor. Este processo é geralmente o mais utilizado na Europa, assim como noutras partes do mundo, para produzir conhaque, whisky, "armagnac", entre outras bebidas espirituosas, e confere às bebidas o aroma associado às bebidas alcoólicas, sendo conhecido como processo de destilação simples.

Quando se pretenda elevar a pureza do álcool, é necessário proceder a uma segunda ou terceira destilação.

No entanto, no final do século XIX, foi introduzida a coluna de refluxo, que possibilitou levar a cabo múltiplas destilações de uma só vez e obter um resultado final mais puro. Na época, revolucionou a produção de muitos produtos petrolíferos e químicos que usamos na actualidade.

Como alguns dos componentes menos voláteis também evaporam, a destilação não consegue separar substâncias com pontos de ebulição semelhantes, para alcançar um  nível de pureza mais elevado. Para obter esta pureza necessitaremos de efectuar várias destilações, juntar o vapor que sai, condensá-lo, limpar o alambique e pô-lo novamente em funcionamento. Eis a razão pela qual os destiladores têm de efectuar  duas ou três destilações para alcançar 80ºgraus alcoólicos. A coluna de refluxo permite que isto se passe continuamente (é o chamado processo de destilação fraccionada). O refluxo reintroduz algum do condensado na coluna para conferir pureza ao produto destilado. A pureza é melhorada durante a destilação, permitindo que o vapor se misture com alguns líquidos a uma temperatura um pouco mais baixa.

O alambique com coluna de refluxo Al-ambiq® possui um pote em cobre de uniões soldadas e uma coluna alta (a coluna de refluxo), que inclui o condensador. Através da remoção da tampa que se encontra no topo da coluna de refluxo, poderá colocar uma borracha de silicone e um termómetro, que se encontra incluído e permite controlar os pontos de corte precisos entre as cabeças, corações e rabos (a chamada troça). O sistema de água, além de ser usado para o tubo de condensação, também entra em contacto com a coluna de refluxo.

Os vapores do pote começam a acumular-se na câmara de vapor inicial. Posteriormente, sobem a coluna de refluxo. Quando estes vapores entram em contacto com a superfície fria, originada pela entrada de água localizada na base da coluna, os vapores menos voláteis condensam-se e caem no pote. Este processo é conhecido como processo de pré-refinamento. Enquanto os vapores continuam a subir a coluna de refluxo, continuam a condensar, devido às baixas temperaturas da coluna, e o líquido cai em forma de cascata na caldeira, misturando-se com os vapores que aí se vão formando. O líquido de refluxo ajuda a limpar os vapores ascendentes e aumenta o seu grau de pureza. O alambique com a maior coluna de refluxo terá dois processos de pré-refinamento: um na base da coluna de refluxo, onde se localiza a entrada de água; outro no topo da coluna, onde se encontra a saída de água e onde também a água entra em contacto com a coluna e origina mais condensação dos vapores que vão surgindo.

O sistema profissional com coluna de destilação contínua (processo de destilação contínua) tem uma série de pratos de refinação na coluna de refluxo para aumentar a pureza. Esses pratos de refinação são uma espécie de tabuleiros sobre os quais flui o líquido e o gás borbulha através dos orifícios aí existentes. Porque alguns dos componentes menos voláteis também evaporarão, estas séries de tabuleiros, que têm temperaturas cada vez mais baixas à medida que alcançamos o topo da coluna, condensarão os componentes menos voláteis para líquido. O número de tabuleiros é decisivo na determinação da pureza dos produtos. Quantos mais tabuleiros a coluna tiver, maior será a pureza do produto destilado. Um maior número de tabuleiros requere mais energia. Existe uma certa dificuldade no design e construção destes tabuleiros, não sendo aconselhados para colunas com um diâmetro inferior a 30 centímetros. Aconselhamos então a nossa coluna de refluxo compactada, cujo enchimento (não se encontra incluído) pode ser feito ao acaso ou cuidadosamente posicionado na coluna de refluxo.

A altura ideal de enchimento necessário para alcançar o mesmo efeito produzido pelo tabuleiro ideal é chamada de HETP - Height Equivalent to a Theoretical Plate (Altura Ideal Equivalente para um Tabuleiro Teórico). Os HETPs mais pequenos são melhores do que os maiores, significando isto que para uma determinada altura de uma coluna (por exemplo, para uma coluna de 1 metro) acabará com mais pratos ideais, por exemplo, funcionar dois tabuleiros (87º de pureza) se o HETP for de 0,5 metros; mas com quatro (92º de pureza) se o HEPT for de 0,25 metros. Se não tiver um número exacto de tabuleiros teóricos, não haverá problema, proceda a um enchimento proporcional aos números acima apresentados.

Para calcular o HETP para o seu alambique consulte:
http://www.homedistiller.org/refluxdesign.htm#hetphttp://www.5continentsusa.com/cer-pack.htm para se informar acerca dos diferentes tipos de enchimento comercializados. Para um destilador amador será mais fácil, e alcançará um grau mais elevado de pureza, se usar palha de aço (de aço inoxidável ou de cobre) em vez de proceder ao enchimento da coluna com pequenos pedaços de mármore, parafusos de aço inoxidável, pequenas argolas de vitrocerâmica ou palha de cobre (que serão sempre uma alternativa), até porque a terá de limpar frequentemente (a cada 20 litros de destilação, por exemplo). 

Para proceder ao enchimento da coluna dos nossos sistemas de destilação com coluna de refluxo basta remover a extremidade do topo da coluna de refluxo, a qual não se encontra soldada, e enchê-la com o material que deseja. Dependendo do diâmetro da coluna, os objectos mais pequenos produzem um melhor efeito, mas cuidado para não obstruir a coluna pois é necessário haver espaço para que o gás e o líquido fluam à volta dos elementos que constituem o enchimento. Os elementos de enchimento encontrar-se-ão a  temperaturas mais altas na base do que no topo da coluna. Quando os vapores entrarem em contacto com o material de enchimento, os materiais menos voláteis, que têm um ponto de ebulição mais baixo, irão condensar e cair. Posteriormente, este líquido re-evaporará, e o vapor daí resultante é rico em componentes mais voláteis. O material de enchimento visa manter o destilado intermédio no lugar, para que possa ser banhado por vapores quentes ascendentes, permitindo que do destilado intermédio se extraiam as matérias mais voláteis. Finalmente, quando os vapores ultrapassarem o material de enchimento e entrarem em contacto com do topo do tubo de arrefecimento (modelo acima dos 25 litros), são-lhes uma vez mais removidas as impurezas, obtendo-se um álcool mais puro, até 90º. Quanto mais alta for a coluna, mais líquido refluxo se formará e mais puro será o produto final, visto que há espaço para que o líquido e o vapor se misturem. Deste modo, conseguirá uma destilação limpa e pura, ideal para combinar aromas.

Informação Útil: Na compra deste alambique o cliente tem duas opções. A aquisição do conjunto de destilação refluxo inclui o pote do alambique, um pescoço de cisne, um recipiente de condensação e uma coluna de refluxo, permitindo, assim, que o seu alambique funcione ora como alambique com coluna de refluxo, ora como um alambique tradicional. Com a coluna de refluxo, poderá destilar qualquer tipo de fruta ou qualquer outro material orgânico, com vista a obter um álcool com elevado grau de pureza e com muito pouco aroma. Consequentemente, se assim o desejar poderá aromatizar o destilado obtido, que apresenta um elevado grau de pureza, através de uma nova destilação processada no alambique tradicional, bastando para isso adicionar, por exemplo, paus de carvalho.

Este site inclui a informação básica relativa aos diferentes processos de destilação, assim como uma lista das precauções que devem ser tomadas na utilização de qualquer modelo. 
As peças constituintes do alambique foram concebidas e produzidas para se ajustarem e vedarem todos os vapores (até ao contorno côncavo do pescoço de cisne). Após anos de uso, é natural verificar-se uma folga entre o pote de cobre e o pescoço de cisne, havendo a necessidade de a vedar para evitar a fuga de vapores. Tal poderá conseguir-se através de uma simples e rudimentar técnica de vedação.

Estes produtos são fabricados com chapas de cobre mais espessas e por este motivo só os temos disponíveis na nossa linha Premium.

 

Clique para ver um animação 2D de Alambiques de Cobre - Coluna de Refluxo

Mais
Mostrando 1 - 8 de 8 itens
Mostrando 1 - 8 de 8 itens